lealdade ao PT - Brasil - iG" /

PSB condiciona candidatura de Ciro Gomes à presidência da República a lealdade ao PT

BRASÍLIA - O governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, afirmou nesta quinta-feira, após reunião com o partido, que a possibilidade de o deputado Ciro Gomes (CE) sair como pré-candidato à presidência do País se mantém desde que não atrapalhe o projeto de Lula.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


Agência Brasil
Ciro Gomes
Deputado Ciro Gomes (PSB-CE)
"O PSB não terá candidato à presidência se ficar evidenciado que o trabalho coloca em risco o projeto que está sendo feito pelo governo Lula", disse Eduardo Campos. "Vamos ter a primeira eleição sem a candidatura do presidente Lula. O partido reafirma sua lealdade à política que o PT vem adotando", completou.


Outra opção apresentada pelo partido é de lançar Ciro Gomes ao governo de São Paulo, uma vez que o candidato do PT ainda não está definido. De acordo com Eduardo Campos, há uma pressão da regional do partido em São Paulo a favor desta alternativa. Para isso, Ciro teria que mudar seu domicílio eleitoral do Ceará para São Paulo. O PSB deu até 15 de setembro para o deputado decidir.

Questionado sobre uma possível candidatura conjunta, na qual Ciro poderia ocupar a vice-presidência, Eduardo Campos procurou não ser taxativo, mas evidenciou uma possível disputa com o PMDB e defendeu seu partido. "A relação do PSB (com o PT) é de mais lealdade do que a do PMDB".

Leia também:

Leia mais sobre Ciro Gomes

    Leia tudo sobre: ciro gomeslulapmdbpresidentepresidênciapsbpt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG