Prudente renuncia à presidência da Câmara Legislativa

O deputado Leonardo Prudente (sem partido) renunciou hoje à presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Prudente é o deputado que foi flagrado em vídeo da operação Caixa de Pandora, colocando dinheiro de suposta propina nas meias.

Agência Estado |

Ao deixar o cargo, uma nova eleição para a presidência da Casa deve ser convocada em sete dias. Na carta lida pelo corregedor da Casa, deputado Raimundo Ribeiro (PSDB), na qual comunica a renúncia, Prudente não dá maiores explicações da saída do cargo. Segundo sua assessoria, ele tomou a decisão após conversar com a família e amigos.

Na semana passada o juiz Vinícius Santos, da 7ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do DF, determinou o afastamento de Prudente do Comando da Câmara, até que sejam encerradas as análises dos pedidos de impeachment contra o governador José Roberto Arruda. Desde então, o deputado Cabo Patrício (PT) respondia pela presidência da Casa.

Em dezembro do ano passado, pressionado pelo DEM, Prudente pediu o afastamento da legenda e do cargo de presidente da Câmara, por um prazo de 60 dias. Mas em menos de um mês ele voltou à presidência, sem comunicar à Mesa Diretora. A oposição acusava o deputado de manobrar a favor do governador Arruda, ao voltar para o cargo a fim de dar outros rumos às investigações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG