Nove partidos que compõem a base de sustentação ao governo Lula na Câmara articulam o fim da lista fechada na proposta de reforma política em tramitação na Casa, que altera o sistema de eleições para cargos proporcionais (vereadores e deputados) no país. Hoje (terça, 26), nove partidos governistas foram ao gabinete do líder do PSB, deputado Rodrigo Rollemberg (DF), e decidiram não mais requerer urgência à Mesa Diretora para a inclusão do projeto na pauta de votações.

O entendimento sobre o pedido de urgência para a votação da proposta de reforma foi alcançado na última quinta-feira (21), em reunião de líderes realizada na residência oficial da Câmara.

Leia a matéria completa no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.