Protógenes rejeita proposta para falar em sessão secreta

Com a recusa do delegado Prótogenes Queiroz em responder a perguntas sobre supostas interceptações telefônicas ilegais na Operação Satiagraha, da Polícia Federal, o relator da CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas (CPI dos Grampos), na Câmara, deputado Nelson Pelegrino (PT-BA), sugeriu que a reunião da comissão fosse transformada em sessão secreta, para que o policial pudesse dizer o que sabe a respeito. O delegado rejeitou a idéia, afirmando que prefere continuar depondo em audiência pública.

Agência Estado |

Protógenes se negou a falar sobre o assunto alegando que se trata de sigilo de Justiça. O delegado reafirmou que as investigações da Polícia Federal sobre formação de quadrilha e lavagem de dinheiro começaram em 2004, mas não precisou a data em que começaram a ser feitas interceptações telefônicas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG