Protesto em AL exige cassação de deputados indiciados

Cerca de 5 mil pessoas participam hoje de uma passeata pelas ruas de Maceió, em Alagoas, em direção ao prédio da Associação Comercial, no bairro de Jaraguá. Os manifestantes, membros do Movimento Social Contra a Criminalidade e a Corrupção e de representantes de movimentos sociais e sindicais, protestam contra o repasse do duodécimo do Estado para a Assembléia Legislativa e exigem a cassação dos 12 deputados estaduais indiciados pela Polícia Federal (PF) na Operação Taturana.

Agência Estado |

À frente da passeata estão representantes da sociedade civil organizada, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Conselho Estadual de Direitos Humanos, Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e índios da tribo Xucuru-Kariri, de Palmeiras dos Índios. Os 12 deputados foram indiciados por desvio de cerca de R$ 280 milhões dos cofres públicos.

Hoje, em entrevista à imprensa, o presidente interino da Assembléia, deputado Alberto Sextafeira (PSB), anunciou os gastos com o Legislativo: cerca de R$ 8 milhões, dos quais mais de R$ 5 milhões são destinados a salários para quase dois mil servidores ativos e inativos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG