Protesto contra Serra prejudica trânsito na Paulista

Profissionais das áreas da saúde e educação de São Paulo se reúnem nesta tarde para protestar contra a administração do governador de São Paulo, José Serra (PSDB). O evento é denominado bota-fora porque Serra deixa hoje o cargo para concorrer à Presidência da República.

Agência Estado |

Segundo a Polícia Militar, às 11h cerca de 400 trabalhadores da saúde estiveram em frente à Secretaria da pasta, na Avenida Doutor Enéas Carvalho de Aguiar, no centro. O grupo segue para o vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, local onde os sindicatos irão se encontrar. As faixas da direita e da esquerda da Alameda Casa Branca, entre as alamedas Jaú e Santos, estão bloqueadas.

Por volta das 14h40, aproximadamente 500 professores da rede estadual já estavam no vão livre do Masp. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a faixa da direita da avenida está interditada, sentido Consolação. O Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) informou que a PM obrigou o motorista do caminhão de som que seria utilizado na manifestação a retirar o veículo das imediações do Masp.

A categoria está em greve desde o último dia 8 e reivindica reajuste salarial de 34,3%, incorporação imediata das gratificações e o fim das provas dos temporários e do programa de promoção.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG