Protesto bloqueia campo de gás da Petrobras na Bolívia

LA PAZ (Reuters) - Dezenas de pessoas bloqueavam na quarta-feira os arredores do campo de maior produção de gás natural da Bolívia, operado pela Petrobras, exigindo serem contratadas para fazer trabalhos no local, disse uma fonte da empresa. A medida de pressão, que começou no sábado num dos pontos de acesso ao bloco de San Antonio do campo de Sábalo, no departamento de Tarija, não afetava a produção de gás natural, a maior fonte de divisas do país andino.

Reuters |

"Há um bloqueio, mas não é nada grave", disse à Reuters por telefone a gerente de comunicações da Petrobras, Vanessa Canudas.

"O bloqueio é fora do campo, e por isso não afetou a produção", acrescentou.

O campo de Sábalo é considerado o de maior produção de gás natural na Bolívia, com volumes que atualmente superam os 11 milhões de metros cúbicos diários.

Ele é operado pela Petrobras, que possui 35 por cento de participação. Também integram o consórcio a espanhola Repsol e a francesa Total.

A exportação de gás natural é a principal fonte de divisas da Bolívia, e em 2009 chegou a um valor de quase 2 bilhões de dólares.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG