Promotores do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado(GAERCO), do Ministério Público Estadual, com auxílio da Polícia Militar, detiveram, nesta madrugada de sábado, um gerente, um representante comercial e o motorista de um caminhão-tanque no interior do Posto Valdecar, de bandeira BR, localizado na altura do nº 1.552 da Avenida Piraporinha, região central de Diadema, no Grande ABC.

A denúncia era de que gasolina adulterada com solvente era vendida no estabelecimento comercial. No momento em que os promotores chegaram no posto, 5 mil litros de gasolina de um caminhão eram transferidos para os tanques. Um funcionário da Secretaria Estadual da Fazenda foi solicitado para recolher uma amostra do material e assim realizar um teste na gasolina. Foram detidos no local o gerente do posto, Wagner Vila Nova Ribeiro, e o motorista Décio Perella.

O representante comercial José Bispo dos Santos Filho, que foi contactado pelo gerente do posto e a princípio disse que era um investigador de polícia, também acabou detido ao tentar negociar, no local, horas depois, a liberação dos demais. Bispo portava um brasão da República e acabou confessando que trabalhava como assessor de um futuro candidato a deputado estadual. Os três detidos foram encaminhados ao 3º Distrito Policial de Diadema e autuados em flagrante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.