Projetos da Previdência são aprovados simbolicamente

O Senado aprovou ontem por votação simbólica dois projetos de forte impacto nas contas da Previdência Social, que tem déficit previsto de R$ 44 bilhões neste ano. Além de conceder reajuste aos aposentados com base na correção do salário mínimo, beneficiando mais de 8 milhões de pessoas, os senadores extinguiram também o fator previdenciário, um mecanismo criado no governo Fernando Henrique Cardoso para estimular as pessoas a adiar a aposentadoria.

Agência Estado |

As propostas ainda precisam ser examinadas pela Câmara dos Deputados.

" Estamos aprovando uma reforma da Previdência", comemorou o senador Paulo Paim (PT-RS), autor das duas propostas, apresentadas na forma de emendas ao projeto do governo que estabeleceu uma política de reajustes do salário mínimo até 2011. Mesmo se manifestando contrário às mudanças, o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), deu encaminhamento favorável aos projetos, na expectativa, segundo disse, de que sejam corrigidos pelos deputados.

"Só espero que, ao mexer no fator previdenciário, se apresente alternativa. Caso contrário, terá um aumento do déficit da Previdência Social ", afirmou o senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que também discordou da proposta de seu colega petista. Mercadante enfatizou que o déficit da Previdência poderá se agravar, caso as mudanças sejam referendadas pela Câmara, e argumentou ainda que os dois projetos de Paim seriam inconstitucionais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG