Projeto escolhido para a nova sede do Museu da Imagem e do Som é apresentado no Rio

RIO DE JANEIRO ¿ O projeto arquitetônico escolhido para a nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), que ficará localizada na orla de Copacabana, na zona sul do Rio, foi anunciado nesta segunda-feira pelo governador Sérgio Cabral. O vencedor do concurso lançado pelo governo do Rio foi o escritório de arquitetura Diller Scofidio + Renfro, dos americanos Elizabeth Diller e Ricardo Scofidio.

Redação |

De acordo com a secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes, a escolha do projeto arquitetônico foi unânime. Para eleger o vencedor, o júri avaliou os seguintes critérios: um projeto que se integrasse com o visual da praia de Copacabana e com as características urbanas do bairro, um prédio que fosse um ícone arquitetônico e que estivesse na direção do futuro.

Divulgação

Projeto para a nova sede do Museu da Imagem e do Som na orla de Copacabana

Segundo os arquitetos americanos Elizabeth Diller e Ricardo Scofidio, eles buscaram inspiração nas curvas do calçadão de Copacabana para fazer o projeto escolhido. A dupla disse que se propôs a desenhar um prédio que dialogasse com a paisagem. "Esse projeto é muito importante para nós. Acreditamos nessa conexão de uma instituição pública com a cidade", disse Scofidio.

De acordo com o projeto, vidros vão permitir que as pessoas que irão circular na parte interna do museu possam ver a praia, e que aqueles que estejam fora do prédio possam visualizar a parte interna do MIS. O prédio irá contar com salas de exposições permanentes e temporárias, um café e um cinema ao ar livre no terraço, um restaurante panorâmico no terceiro piso, um piano bar no segundo, além do auditório no subsolo, que também pode ser visto do térreo.

Divulgação

O projeto da nova sede do MIS foi inspirado nas curvas do calçadão de Copacabana

A nova sede do museu será construída onde fica atualmente a boate Help e terá seis mil metros quadrados. A previsão é a de que sua construção aconteça num prazo de dois anos e meio, a partir do início da demolição da Help, que deverá ocorrer em dois meses. O projeto está orçado em R$ 65 milhões. O governo estadual investirá cerca de R$ 50 milhões e o restante será captado através de parcerias privadas.

A Help é um empreendimento que se desvirtuou e acabou sendo um centro de prostituição. Eu sonhava em ver o espaço com outra ocupação que desse sentido a tudo o que a gente quer para o Rio de Janeiro, declarou Sérgio Cabral sobre a novo prédio. Criado em setembro de 1965, o MIS possui atualmente duas sedes no centro do Rio, sendo uma na Lapa e outra na Praça XV.

Leia mais sobre: Museu da Imagem e do Som

    Leia tudo sobre: copacabanamismuseu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG