Programa de SP permite que aluno atue como professor

Desde que aderiram ao Programa Aluno Monitor, oferecido na rede municipal de ensino de São Paulo, estudantes vivenciam uma transformação na forma de se relacionar com a tecnologia e com o aprendizado em sala de aula. Eles atuam como monitores nos laboratórios de informática das escolas municipais, dedicando-se fora do período regular de estudo para ajudar outros alunos.

Agência Estado |

Atualmente, 227 escola e 11 mil estudantes já aderiram à iniciativa.

A meta do programa é que, até 2012, todas as escolas municipais de ensino fundamental e médio tenham alunos monitores, afirma a coordenadora do programa, Lia Paraventi. Uma vez por semana, todos os monitores se reúnem com uma orientadora para discutir o andamento dos projetos, avaliar o desempenho dos estudantes e planejar as atividades da semana seguinte. Os alunos também interagem, por meio de blogs e comunidades virtuais, com monitores de outras escolas.

O conteúdo produzido ao longo do ano, como vídeos, entrevistas, textos, apresentações de slides e programas de rádio, é publicado na web. Outra atribuição dos voluntários é prestar assistência aos alunos com necessidades especiais. Boas notas é um dos pré-requisitos para se candidatar a uma vaga no programa. Os participantes afirmam, no entanto, que o trabalho os ajudou a melhorar ainda mais seu desempenho escolar. Não é oferecido qualquer tipo de pagamento ou bolsa auxílio para os participantes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG