Professora é suspeita de colar boca de aluno com fita crepe em Minas Gerais

SETE LAGOAS ¿ Uma professora foi demitida da escola particular Centro Educacional Mundo Encantado, em Sete Lagoas, Minas Gerais, sob a suspeita de ter colado a boca de um aluno de 4 anos com fita crepe.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |

De acordo com a escola, o incidente aconteceu no dia 23 de outubro e envolveu a professora Elaine Aparecida Batista, de 26 anos. Após uma discussão com o aluno, ela teria colado a boca dele com uma fita crepe. Como o menino se soltou, ela, então, teria amarrado seus braços para trás também com fita. A cena foi presenciada pelos colegas de turma da criança.

A direção da escola afirma que, assim que tomou conhecimento do caso, procurou a mãe do aluno envolvido. Foi a própria escola quem contou para a mãe dele e ofereceu ajuda psicológica, se fosse necessária. Temos um psicólogo próprio, mas dissemos que ela poderia procurar qualquer profissional de confiança que arcaríamos com todos os custos, afirma a advogada da instituição, Elisa Guimarães.

Segundo Elisa, a mãe do aluno não quis aceitar a ajuda e preferiu tirar o filho de escola. Ele frequentou mais uns três dias e depois foi transferido, explica Elisa, acrescentando que, após o episódio, foi realizada uma reunião com os pais da turma do garoto para prestar esclarecimentos.

Formação

Conforme a advogada, este era o primeiro ano que Elaine dava aulas como titular na escola, mas ela já havia feito estágio e trabalhado como assistente de turma no local.

Em nota, a escola diz que todos os professores passam por uma rigorosa avaliação, tanto curricular como pessoal e que a professora envolvida no incidente foi avaliada por um ano pela professora titular, sem que nada desabonasse sua conduta e preenchendo todos os requisitos para o cargo.

Mesmo depois de afastada, a professora foi bastante elogiada pelos pais dos alunos, que disseram nunca ter percebido nada de diferente no seu comportamento, ressalta a porta-voz da escola. A professora Elaine não foi localizada para comentar o fato.

O Centro Educacional tem 20 anos de existência, atende alunos do maternal à quarta-série, e classificou o episódio como um "lamentável e censurável incidente".

Leia mais sobre: escolas

    Leia tudo sobre: colar boca de alunoescola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG