Professor é suspeito de abusar de alunas em Franca-SP

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), de Franca, na região de Ribeirão Preto (SP), investiga o professor Luiz Domingos da Silva, de 38 anos, da rede estadual de ensino, que teria molestado sexualmente duas meninas de 11 anos, dentro da própria escola. As denúncias foram feitas pelas próprias alunas.

Agência Estado |

As investigações começaram em 25 de setembro, com a primeira denúncia de uma menina da quinta série do ensino fundamental. O professor foi afastado do trabalho. A segunda denúncia ocorreu em 2 de outubro, de outra menina da mesma idade, que alega ter sido obrigada a prestar favores sexuais por mais de uma vez.

Silva ainda não prestou depoimento à polícia, e o inquérito apura o caso como estupro. Segundo comunicado da Secretaria Estadual da Educação, Silva foi admitido em caráter temporário pela escola de Franca, e sua situação será resolvida após a conclusão do inquérito policial. O comunicado informa ainda que as crianças poderão ter acompanhamento psicológico de profissionais da Secretaria Municipal da Saúde, que mantém convênio com a Secretaria.

A delegada Graciela de Lourdes David Ambrosio, da DDM, ouviu sete crianças, como testemunhas, ontem, e ainda ouvirá funcionários, professores e diretores da escola, para só depois intimar o professor a depor. A advogada do professor procurou a delegada depois da primeira denúncia, informando que ele se apresentaria para prestar esclarecimentos. A Promotoria da Infância e da Juventude de Franca foi procurada pela direção da escola e acompanha o caso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG