SÃO PAULO - O Procurador-Geral da União, Jefferson Guedes, criou uma força-tarefa para propor ações civis públicas de combate à corrupção e à improbidade administrativa. A força-tarefa adotará medidas judiciais em todo o território nacional. São 1.174 casos de irregularidades, identificados em vários municípios dos 26 estados brasileiros.

O trabalho envolve 26 advogados da União, sob coordenação de Cláudio Cezar Fim.

A previsão é de que pelo menos 500 ações sejam ajuizadas no início de dezembro ¿ possivelmente no dia 9, quando será comemorado o Dia Internacional de Combate à Corrupção.

De acordo com o diretor do Departamento de Patrimônio e Probidade Administrativa da PGU, André Mendonça, o trabalho resultará na maior ação coordenada de combate à corrupção da história da Advocacia-Geral da União (AGU).

Leia mais sobre: corrupção

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.