Procurador deve responder consulta do Senado sobre nepotismo até terça-feira

BRASÍLIA - O procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, deve entregar até a próxima terça-feira um parecer sobre a decisão do Senado de não demitir parentes que tenham sido contratados antes da posse do parlamentar com quem têm laços de consanguinidade. A informação é do presidente da Casa, Garibaldi Alves Filho (PDMDB-RN), que conversou por telefone, nesta quinta, com Antônio Fernando.

Agência Brasil |

Acordo Ortográfico

Salvo esses casos que ainda estão pendentes de uma decisão do procurador, a determinação de Garibaldi é que se cumpra a Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal (STF) que proíbe o nepotismo no Legislativo, Executivo e Judiciário.

A decisão da Mesa Diretora não foi revista e, por isso, terá que ser obedecida até que o procurador esclareça devidamente a consulta feita, afirmou.

Leia mais sobre: nepotismo

    Leia tudo sobre: nepotismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG