O procurador-geral da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Fernando Nazaré, irá pedir ainda hoje ao Tribunal de Justiça (TJ) a reintegração de posse da nova sede da Casa, ocupada desde ontem à noite por um grupo de estudantes do Movimento Fora Arruda e Toda a Máfia. Segundo o procurador, já existem equipamentos e móveis da Câmara no novo prédio, e o terreno onde a sede foi construída é reservado ao Legislativo, segundo a Lei Orgânica do Distrito Federal.

Ontem à noite, a Policia Militar (PM) informou que não tinha como retirar os invasores porque o prédio ainda não foi inaugurado e, portanto, não é público. Mais cedo, cerca de 30 estudantes fizeram uma assembleia e decidiram permanecer no prédio até as 18 horas de hoje, quando haverá uma nova reunião.

A principal exigência é a saída do governador Rogério Rosso do cargo. Para os manifestantes a eleição indireta que elegeu Rosso não tem legitimidade, porque ele venceu com 13 votos, sendo oito de deputados envolvidos no escândalo conhecido como "mensalão do DEM".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.