Procurador aposentado é preso em flagrante acusado de matar delegado

FORTALEZA - A polícia civil de Fortaleza investiga a morte do delegado Cid Júnior Peixoto do Amaral, de 60 anos, na tarde desta quarta-feira. O suspeito de cometer o crime, o procurador aposentado Hernandes Lopes Pereira, de 59 anos, foi preso em flagrante.

Redação |

De acordo com a polícia, Cid foi morto com um tiro na cabeça disparado a queima-roupa. Segundo testemunhas, o delegado morreu sem ter a menor chance de defesa, pois estava desarmado.

De acordo com a polícia, Cid e Hernandes eram amigos de infância mas não se falavam há cerca de 10 anos.

A polícia informou, ainda, que não vê motivos aparentes para o assassinato e que irá investigar o que motivou o crime.

O procurador está preso em uma cela especial na Superintendência da Polícia Civil.

O corpo do delegado está sendo velado neste momento também na Superintendência da Polícia Civil.

Leia mais sobre: assassinatos

    Leia tudo sobre: assassinato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG