Procurador acusado de formação de quadrilha pede exoneração

BRASÍLIA - Sem apoio político para se manter no cargo, o procurador-geral da União, Jefferson Carús Guedes, pediu exoneração nesta segunda-feira. A Advocacia Geral da União (AGU) divulgou uma nota em sua página de notícias na internet informando que Guedes pediu para sair da função para evitar que se cause qualquer desgaste à instituição.

Agência Estado |

A medida foi tomada horas depois da veiculação de reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" informando que Guedes era suspeito de formação de quadrilha num processo que tramitava na Justiça Federal.

No pedido, Guedes afirma que é inocente e esclarece que solicitou a exoneração porque não existe a hipótese de licenciamento do cargo. Ele avalia que a tramitação da ação foi suspensa por uma liminar do Tribunal Regional Federal (TRF) da 3ª Região. "Estou convicto da ausência de elementos para a ação penal, como evidenciado na liminar em habeas-corpus, que trancou referida ação", afirmou. "Além disso, não foi dada oportunidade de defesa preliminar ao recebimento da denúncia pelo juiz, que permitiria a demonstração imediata da minha inocência e a rejeição liminar do pedido."

De acordo com as informações publicadas pela reportagem, o processo contra Guedes é resultado de desdobramentos da Operação Perseu, realizada pela Polícia Federal (PF) em 2004 na qual foram presos 12 auditores fiscais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e empresários de oito Estados. Conforme as investigações, há suspeitas de fraudes na Previdência de cerca de R$ 100 milhões. Guedes era na época procurador-geral do INSS.

Substituição

A AGU anunciou que Guedes será substituído interinamente pelo advogado-geral da União adjunto, Fernando Luiz Albuquerque Faria. A nota divulgada na internet informa que o advogado-geral, José Antonio Dias Toffoli, reafirmou sua confiança em Guedes, agradeceu os serviços prestados por ele e "destacou a grandeza de abrir mão do cargo para proteger a instituição".

    Leia tudo sobre: agu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG