Procurado suspeito de matar a ex e fugir com o filho

A polícia de São Paulo espalhou nas rodoviárias fotos de Janken Ferraz Evangelista, de 29 anos, o principal suspeito de ter assassinado sua ex-mulher, a recepcionista Ana Cláudia Melo da Silva, de 18 anos, e sequestrado o filho do casal, de 1 ano e 8 meses. O Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) tenta evitar que ele saia da cidade com a criança de colo.

Agência Estado |

A recepcionista Ana Cláudia foi morta com oito facadas no domingo no apartamento onde vivia, no Jardim da Saúde, zona sul de São Paulo. As câmeras de segurança do edifício registraram o momento em que o suspeito entrou no local acompanhado de Ana Cláudia e do filho, Gabriel, após terem assistido à vitória do Corinthians sobre o Santos, no Pacaembu. Depois do jogo, Ana Cláudia teria ido aos vestiários do Corinthians e dado um beijo no rosto do atacante Ronaldo.

Evangelista deixou o edifício com o filho no colo, com uma camisa diferente da que ele usava quando chegou ao local, conforme mostram as imagens registradas pelas câmeras do prédio. Mais tarde, o corpo da jovem foi encontrado por vizinhos. Para o delegado do DHPP José Eduardo Vieira Pinto, Ana Cláudia tinha ferimentos nas mãos, típicos de quem tentou se defender de golpes. A arma do crime, uma faca de cozinha, foi encontrada na lixeira da área de serviço. Segundo a mãe de Ana Cláudia, Evangelista batia e torturava a filha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG