Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Processo sobre suposto dossiê chega ao STF

Chegou hoje ao Supremo Tribunal Federal (STF) o processo de investigação do vazamento de informações do dossiê que teria sido montado na Casa Civil sobre gastos com cartões corporativos feitos durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Agora, são citados no processo também o ministro da Justiça, Tarso Genro, e a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Agência Estado |

O caso estava na Justiça Federal enquanto não havia entre os investigados autoridades com direito a foro privilegiado. Os nomes de Genro e Dilma foram incluídos na apuração depois que o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) levantou suspeita de envolvimento deles. Como Genro e Dilma foro privilegiado, a averiguação passou da Justiça Federal para o STF, onde podem ser investigados e julgados. Apesar de ser apenas burocrática essa movimentação do processo, somente a partir de agora o Supremo e o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, podem começar a investigar suposta participação do ministro da Justiça e da chefe da Casa Civil.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG