Problemas de família são conflitos mais comuns enfrentados pelo cidadão, mostra Ipea

Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada avalia a percepção do brasileiro em relação à Justiça

Agência Brasil |

Problemas de família, nas relações de trabalho e entre vizinhos são os três conflitos mais comuns enfrentados pelo brasileiro. Juntos, os três itens respondem por 52% entre os 13 problemas mais graves indicados por cidadãos na segunda parte de um estudo sobre a percepção da Justiça, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os problemas de família lideram as queixas, com 24,86%.

A pesquisa também mostra que os brasileiros não gostam de levar todos os conflitos para a Justiça, mesmo os que ocorrem com frequência. O quesito “problemas com empresas com as quais fez negócio”, que ocupa o sexto lugar entre os conflitos mais comuns, é aquele em que os brasileiros menos gostam de acionar a Justiça.

Outros problemas comuns em que há pouca disposição para a recorrer à Justiça envolvem a cobrança de impostos, questões de vizinhança e conflitos com pessoas com as quais se fez negócio. O único caso em que o brasileiro se mostra bastante disposto a acionar a Justiça são os problemas com crime e violência.

O autor da pesquisa, Fábio de Sá e Silva, sugere que a educação em direitos é uma medida necessária para ampliar a consciência de violação em casos como de relações de trabalho ou contratos.

    Leia tudo sobre: ipeajustiçapolícia civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG