Principal suspeito de matar secretário no Rio Grande do Sul se entrega

O principal suspeito da morte do ex-vice-prefeito de Porto Alegre e secretário municipal de Saúde da cidade Eliseu Felippe dos Santos, se entregou na noite desta quinta-feira.

Agência Estado |

Segundo a Polícia Civil, Eliseu Pompeu Gomes, que seria ligado a uma quadrilha de roubo de carros, se apresentou no município de Canela e já foi transferido para o Presídio Central de Porto Alegre. A polícia confirmou a autoria do crime a partir do rastro de sangue deixado na cena do crime.

AE
Policiais chegam ao local onde secretário de Porto Alegre foi assassinado
De acordo com a corporação, o secretário, de 63 anos, foi morto em uma tentativa de assalto na noite de sexta-feira da semana passada, no bairro Floresta, na capital gaúcha. Após o tiroteio, o suspeito, de 22 anos, foi atendido no hospital São Camilo, de Esteio, região metropolitana de Porto Alegre. Com dois tiros nas pernas, ele informou que havia sofrido um assalto. Depois de uma investigação preliminar, a polícia desmentiu a informação dada inicialmente por ele.

A polícia havia coletado amostras de saliva da mãe e de um irmão de Gomes para comparar com o código genético das manchas de sangue encontradas na cena do crime. O Instituto Geral de Polícias confirmaram as suspeitas. "Além da prova material básica que botou o suspeito na cena do crime, temos 15 relatos que convergem para a participação dele no latrocínio", afirmou anteriormente o titular da Delegacia de Homicídios, delegado Bolívar Llantada.

A Polícia Civil informou que o delegado Ranolfo Vieira Junior, diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), e Llantada não poderão mais informar sobre o caso, pois o inquérito agora segue em segredo de Justiça.

Leia mais sobre crimes políticos

    Leia tudo sobre: crime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG