Principal suspeito de matar o líder Adelino Ramos é preso

O agricultor Ozeas Vicente se entregou na manhã desta segunda-feria, em Rondônia. Adelino foi morto na sexta (27), com seis tiros

iG São Paulo |

O agricultor Ozeas Vicente, 38 anos, foi preso nesta segunda-feira em Extrema de Rondônia, próximo à capital Porto Velho. Ele é o principal suspeito de matar o líder do Movimento Camponês Corumbiara, Adelino Ramos, 57 anos, e se entregou nesta manhã.

Divulgação/Pastoral da Terra
Adelino Ramos, o Dinho, sobrevivente do massacre de Corumbiara e assassinado nesta sexta-feira
Segundo a polícia civil, Ozeas vinha ameaçando Ramos e estava sendo procurado desde o último sábado (28). Durante a tarde, ele foi levado para a Delegacia de Homicídios, na capital de Rondônia e, neste momento, presta depoimento.

O líder Adelino Ramos foi morto na manhã de sexta-feira (27), no município de Vista Alegre do Abunã. Segundo relato da assessoria da Secretaria de Produção do Amazonas, ele morava num assentamento localizado no sul de Lábrea, o município mais desmatado do Amazonas, e estava com a família levando seus produtos para comercializar numa feira.

Ramos foi atingido por seis tiros. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. O líder, segundo a assessoria da Secretaria de Produção, vinha recebendo ameaças de morte de madeireiros da região.

Movimento Camponês Corumbiara

O movimento liderado pelo agricultor morto foi formado depois do massacre de Corumbiara, em fevereiro de 1996, com objetivo de dar continuidade às reivindicações dos camponeses sem terra.

    Leia tudo sobre: agricultorassassinadoadelino ramosozeas vicente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG