Principais ladrões de caixas eletrônicos do Brasil são presos em São Paulo

SÃO PAULO - Policiais da Delegacia de Repressão a Roubo a Bancos do Deic (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado) prenderam em flagrante, na madrugada desta sexta-feira, cinco integrantes do principal grupo de arrombadores de caixas eletrônicos do Brasil

Redação |

As detenções aconteceram no bairro da Mooca, na zona leste, quando a quadrilha atacava uma agência bancária. As investigações também permitiram a descoberta do envolvimento de quatro policiais militares no esquema.

Segundo o delegado Ruy Ferraz Fontes, titular da delegacia, o grupo, composto por 10 pessoas, se reuniu há 45 dias e planejou uma série de roubos. Nesse período, de acordo com a polícia, a quadrilha realizou arrombamentos no Maranhão, Pará, Rio de Janeiro e em várias cidades de São Paulo.

Para o delegado, o esquema era profissional. A quadrilha contava com serras profissionais alimentadas por geradores próprios", disse. Dessa maneira, os arrombadores atingiam os sistemas computadorizados dos caixas. Um notebook era conectado ao aparelho permitindo o controle da retirada do dinheiro.

Todo o processo demandava tempo, algo em torno de 60 minutos, e acionava os alarmes da agência. Por esse motivo eles cooptavam os policiais que estariam em serviço, contando assim com uma proteção contra a segurança bancária.

Prisões e morte

As informações obtidas pelos policiais revelaram que o grupo atacaria uma agência bancária na Rua Fernando Falcão, 1.250, Mooca. Toda a ação foi monitorada. Os acusados acabaram flagrados no banco. Houve troca de tiros. Um dos ladrões, identificado como Valdemir da Veiga, foi atingido e morreu.

Os policiais detiveram Ricardo Veiga Pereira, Rubens Martins Junior, Douglas Oliveira da Silva, e Jan Tiago Martins. Também foram presos os Policiais Militares Adriano Florentino dos Santos, Sergio Camilo San Miguel, Paulo Portieri Junior e Pedro Marques dos Reis.

No local foram apreendidos quatro veículos, R$ 65.390,00 em dinheiro, dois notebooks, uma pistola calibre 380, uma serra copo, vários celulares e ferramentas diversas para arrombamento.

    Leia tudo sobre: polícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG