Primeira etapa do SiSU recebe 793,9 mil inscrições

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) recebeu 793,9 mil inscrições de candidatos, de acordo com balanço do Ministério da Educação (MEC) divulgado nesta quinta-feira (4). A primeira etapa do processo seletivo foi encerrada às 23h59 da última quarta-feira (3).

iG São Paulo |


O sistema é responsável pela distribuição das 47,9 mil vagas oferecidas por 51 universidades e institutos federais aos estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Segundo o balanço, o curso de bacharelado interdisciplinar em ciência e tecnologia da Universidade Federal do ABC, em São Paulo, registrou a maior procura, 16.253 candidatos inscritos. O Estado de São Paulo obteve o maior número de inscritos, 105.436.

O resultado da primeira etapa da seleção unificada será divulgado nesta sexta-feira (5) e estará disponível para consulta na página eletrônica do SiSU. Os candidatos que forem aprovados para uma vaga deverão fazer a matrícula entre os dias 8 e 12 de fevereiro ¿ cada universidade divulgará a data, endereço e documentos necessários para efetuar a inscrição.

Vagas remanescentes

Os candidatos não selecionados nesta primeira etapa terão nova chance, de acordo com o calendário do SiSU. Os estudantes devem fazer a inscrição na segunda etapa, que começa no próximo dia 15 e vai até o dia 20. Serão oferecidas, então, as vagas não ocupadas na primeira fase.

A terceira fase de inscrições acontece entre os dias 1º e 3 de março, com as vagas remanescentes das duas primeiras.

Dificuldades

Nos primeiros dois dias em que o sistema funcionou, os candidatos enfrentaram dificuldades para fazer as incrições no sistema. Internautas leitores do portal iG relataram por meio do canal Minha Notícia que ficaram mais de 7 horas para fazer o cadastro em uma das 47,9 mil vagas.

As dificuldades levaram a Defensoria Pública da União do Rio de Janeiro a pedir ao Ministério da Educação (MEC) que prorrogasse o prazo das inscrições no sistema, no mínimo, até sexta-feira.

De acordo com o MEC, apesar da lentidão devido ao excesso de acessos ao site, não houve nenhum problema no sistema que impedisse que os alunos fizessem as inscrições, por isso, não deve haver adiamento no prazo de inscrições.

Outro argumento que o MEC tem a seu favor é que o critério de desempate por uma vaga que utilizaria o horário em que o candidato se inscreveu para ela como eliminação do concorrente foi excluído.

    Leia tudo sobre: enemuniversidadevestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG