PRF prende 47 em rinha de galos na Paraíba

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estouraram ontem uma rinha de galos em João Pessoa, na Paraíba. No local, mais de 150 homens acompanhavam as brigas, sendo que alguns eram provenientes dos Estados do Ceará e do Rio Grande do Norte.

Agência Estado |

Desses, 47 - entre eles empresários, um juiz aposentado de Pernambuco, juristas e advogados - acabaram presos e foram autuados por crime ambiental de maus-tratos. Eles deverão responder o processo em liberdade.

A PRF e o Ibama iniciaram a investigação após o recebimento de uma denúncia anônima. Durante dois meses, as entidades acompanharam o funcionamento da rinha, mantida numa casa situada em frente a uma escola municipal na Rua Cônego Vicente Pimentel, no bairro Rangel. Para este fim de semana havia sido marcado um torneio interestadual de briga de galo.

Segundo a PRF, a residência abrigava três arenas, um bar e uma área para manter os animais. Além de 225 galos, foram encontrados cinco cachorros, dos quais um era da raça pit bull, duas pistolas calibre 380, um revólver 38 sem registro, R$ 30 mil em dinheiro e duas motocicletas que seriam sorteadas. As aves deverão ser removidas para o Horto Florestal da cidade. Lá, passarão por triagem para serem doadas a instituições de caridade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG