Presos sete em ação da Polícia Federal contra seqüestros no RS

A Polícia Federal desarticulou uma quadrilha especializada em praticar extorsão mediante seqüestro de gerentes de agências bancárias e de joalherias e de seus familiares. Em operação denominada Butiá, 68 policiais prenderam hoje sete pessoas em Porto Alegre, Canoas, Guaíba e Butiá.

Agência Estado |

Outros três integrantes do grupo já estavam presos desde março. As investigações começaram no dia 7 de março, quando o gerente de uma agência da Caixa Econômica Federal, sua mulher, os três filhos e uma empregada foram seqüestrados e mantidos como reféns durante toda uma noite. A família só foi libertada depois de o gerente sacar R$ 130 mil para repassar à quadrilha.

No final de março, a polícia conseguiu impedir ação semelhante contra um empresário de Guaporé, a 210 quilômetros de Porto Alegre, prendendo três integrantes do grupo. A investigação prosseguiu até hoje, quando o restante da quadrilha foi preso mediante mandados expedidos pela 3ª Vara Criminal de Porto Alegre. A operação evitou novos crimes. O grupo planejava duas ações nesta semana contra gerentes de joalherias. O delegado de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio, Rafael França, disse que a quadrilha era violenta e usava até granadas para ameaçar suas vítimas.

Leia mais sobre: PF

    Leia tudo sobre: pf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG