PORTO ALEGRE - Seis pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira durante a Operação Miranda, da Polícia Civil de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Segundo a polícia, estas seis pessoas faziam parte de uma quadrilha que disputava, com outra quadrilha, um ponto de venda de drogas.

Acordo Ortográfico

As investigações começaram quando duas pessoas da quadrilha rival dos "Miranda" morreram na Vila Bom Jesus, zona leste de Porto Alegre, e a polícia desconfiou que uma das duas quadrilhas havia ordenado o crime.

Um dos presos que, segundo a polícia, seria o mandante do crime é uma mulher, de 38 anos, que chefiava a quadrilha dos "Miranda" e, segundo a polícia, era "extremamente atuante na localidade".

A mulher disponibilizava armas e munição para os traficantes. A operação, coordenada pela Delegacia de Homicídios e Desaparecidos (DHD), contou com 50 agentes. No total, foram cumpridos seis mandados de prisão temporária e 13 mandados de busca e apreensão na Vila Bom Jesus, zona leste de Porto Alegre.

Os agentes apreenderam na ação uma espingarda calibre 20 e 19 cartuchos de munição calibre 762.

Leia mais sobre: crimes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.