Presos quatro supostos integrantes do PCC

Após quatro meses de investigação, a Polícia Federal (PF) deteve na manhã de ontem quatro supostos membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) acusados de assaltar bancos. Durante as ações, segundo a PF, o grupo jogava álcool nos funcionários das agências e, com um isqueiro, ameaçava incendiá-los caso não fossem cumpridas as exigências feitas.

Agência Estado |

As prisões da Operação Granada ocorreram em um conjunto habitacional de Guaianases, na zona leste de São Paulo. Ao notar a chegada dos agentes, um dos alvos tentou fugir pulando do quinto andar do prédio e se feriu gravemente. A PF não soube informar para qual hospital ele foi levado. Com o dinheiro dos roubos, os acusados teriam comprado carros de luxo, imóveis, jet skis e até um pet shop para familiares. Os presos deverão ser levados à Penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos, e responderão por roubo e formação de quadrilha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG