Presos provisórios e adolescentes da Fundação Casa podem votar nas eleições de outubro, informou hoje o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. Os cerca de 15 mil presos provisórios que podem votar representam 30% do total existente no Estado, e serão 5,5 mil menores infratores que vão às urnas.

Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, desembargador Walter de Almeida Guilherme, a votação ocorrerá em locais considerados de baixo e médio risco, conforme classificação da Secretaria de Administração Penitenciária.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.