Presos no Rio sete pessoas por fraude de remédios para câncer

A polícia prendeu nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, sete suspeitos de fraudar carteiras do Sistema Único de Saúde (SUS) para receber e revender ilegalmente remédios de tratamento de câncer em um posto do Hospital dos Servidores do Estado (Iaserj).

Redação com Agência Estado |

Policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Saúde Pública apreenderam com o grupo kits de remédios avaliados em R$ 60 mil cada um e carimbos de médicos que foram usados em receitas falsificadas.

De acordo com o delegado Marcos Cipriano, a quadrilha agia há cerca de dez meses e retirava em média seis kits por mês. O delegado calculou que nesse período o grupo causou um prejuízo à Secretaria de Saúde de cerca de R$ 3,5 milhões. Duas mulheres foram presas no centro da cidade e os outros, em Jacarepaguá e na Baixada Fluminense.

A Secretaria Estadual de Saúde informou, por meio de nota, que fez uma denúncia à delegacia sobre a suspeita de que poderia estar ocorrendo algum tipo de golpe na retirada de remédios que fazem parte do Programa Estadual de Dispensação de Medicamentos. A denúncia foi feita em razão do aparecimento de receitas com características suspeitas.

    Leia tudo sobre: hospital

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG