Presos mais cinco acusados de ligação com furto do BC no Ceará

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta quarta-feira em Boa Viagem, no Ceará, mais cinco pessoas acusadas de ligação com o furto milionário ao Banco Central de Fortaleza. Geniglei Alves dos Santos, irmã de Antônio Alves dos Santos, o Alemão - condenado por ser um dos mentores do crime -, Francisca Eliziania Fernandes da Silva, Rodrigo Leitão da Silva, Edvanda Alexandre de Freitas e Deodato Oliveira Bezerra foram levados à sede da superintendência da PF em Fortaleza.

Agência Estado |

Com eles, foram apreendidos um computador, duas maletas, dez veículos, cinco motos, R$ 3.600 em dinheiro e um cofre que até o início desta noite ainda não havia sido aberto. Os cinco são acusados de estarem "lavando" parte do dinheiro furtado do banco.

Geniclei também é apontada como envolvida diretamente no roubo. Ela seria, segundo a PF, a secretária da falsa empresa montada pela quadrilha, a "PS Grama Sintética", de onde partiu o túnel através do qual foram levados R$ 164,7 milhões do BC, em agosto de 2005.

Localizada no Sertão Central cearense, Boa Viagem é a cidade natal de boa parte da quadrilha envolvida no furto. Alemão foi preso no Distrito Federal em fevereiro deste ano. Condenado a 49 anos e dois meses de prisão pelo furto, ele cumpre pena no Presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, onde estão outros nove envolvidos.

Leia mais sobre: roubo a banco

    Leia tudo sobre: assalto ao bc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG