A Polícia Federal deflagrou hoje, na região de Japorã e Tacuru, em Mato Grosso do Sul, a operação Porto Lindo, e prendeu quatro índios acusados de atacar ônibus escolar da prefeitura de Japorã no último dia 11 de agosto. De acordo com a PF, na ocasião, além de desferirem tiros contra o veículo, indígenas da aldeia Porto Lindo amarraram o motorista do ônibus e o mantiveram em cárcere privado por 2 horas.

Esse fato motivou a instauração de inquérito policial que, ao final, apontou nove indígenas como diretamente responsáveis pela agressão.

A ação contou com mais de 50 policiais para cumprir quatro mandados de prisão, sendo que três dos presos são candidatos ao cargo de vereador nas próximas eleições. Os suspeitos foram conduzidos à delegacia da PF em Naviraí, sendo que após prestarem depoimentos foram escoltados até o presídio Harry Amorim, em Dourados, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.