Segundo a Polícia Civil, os presos estão insatisfeitos com a superlotação do presído na cidade de Alpinópolis

Presidiários da cadeia pública de Alpinópolis, no sul de Minas Gerais, realizaram uma rebelião que durou sete horas entre a noite de sexta-feira, 2, e a madrugada deste sábado. A situação já foi controlada e ninguém ficou ferido.

Por volta das 19h30 de sexta-feira, os presos colocaram fogo em colchões, destruíram celas, danificaram o pátio da cadeia e provocaram um curto-circuito no local. Segundo a Polícia Civil, os presos estão insatisfeitos com a superlotação. Atualmente, a cadeia, com capacidade para 22 pessoas, abriga 54 presos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para combater as chamas. Equipes das polícias civil e militar de cidades vizinhas foram acionadas para auxiliar no trabalho de controle do motim. O pedido de ajuda foi feito porque os cinco agentes do presídio de Alpinópolis trabalham no local desarmados. No momento da rebelião, havia um carcereiro no prédio. Ele saiu ileso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.