Um grupo de detentos da cadeia de Catanduva, município do interior de São Paulo, mantiveram os familiares e uma carcereira reféns na tarde de ontem por cerca de três horas. Os presos impediram que os visitantes saíssem do presídio, além de manter a funcionária refém.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o motivo para a rebelião foi a superlotação no local. Após negociações e a solicitação de novas vagas no sistema penitenciário para as transferências dos presos, os reféns foram libertados sem ferimentos, de acordo com a SSP.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.