Sete funcionários do Centro de Detenção Provisória I de Guarulhos, na Grande são Paulo, continuam como reféns dos detentos do presídio, segundo a Polícia Militar. Um grupo de presos tentou fugir no começo da tarde de hoje, quando cerca de cinco suspeitos tentaram entrar no presídio junto com os visitantes para fazer o resgate dos detentos, de acordo com a PM.

Com a tentativa frustrada, os presos fizeram os agentes reféns.

Informações iniciais davam conta de que os visitantes, que continuam no interior do presídio, também estavam rendidos. Um dos diretores do CDP Wilu Rogério de Jesus está negociando a rendição dos detentos e a liberação dos reféns. O prédio está cercado por viaturas da polícia militar. Um helicóptero Águia, do Grupamento Aéreo, também está no local. Apesar dos reféns, não houve tumulto e não há feridos, segundo a PM.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.