A polícia do Rio de Janeiro prendeu hoje 31 pessoas acusadas de ligação com a máfia das vans. Segundo o delegado-titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Claudio Ferraz, a máfia das vans assassinou 50 pessoas nos últimos dez anos.

Hoje, 200 agentes de diversas delegacias especializadas da Polícia Civil cumpriram 31 dos 45 mandados de prisão na operação batizada como "Cooper Crime". Entre os presos em sete cidades estão nove policiais militares, um policial civil e quatro ex-PMs.

Dez acusados já estavam presos, entre eles o vereador de São Gonçalo (região metropolitana) Edson Silva Motta, acusado de chefiar a quadrilha, que está preso desde agosto com o filho André Motta. Hoje pela manhã, outro filho dele, o ex-PM Edson Abreu Motta, também foi preso. Todos os presos foram acusados de formação de quadrilha e alguns por envolvimento em homicídios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.