Presos 23 acusados de tráfico de medicamentos no PR

A Polícia Federal prendeu hoje pelo menos 23 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em tráfico de medicamentos para emagrecer no Brasil e no exterior. A Operação F-40 foi deflagrada para combater a comercialização ilícita de medicamentos que contêm substâncias psicotrópicas anorexígenas e de uso controlado.

Agência Estado |

A Justiça Federal expediu 25 mandados de prisão temporária e até o fim da tarde apenas dois não haviam sido cumpridos, entre eles uma ordem de prisão contra uma brasileira residente em Portugal, apontada como responsável por distribuir o medicamento ilegal na Europa. Os nomes dos presos não foram divulgados.

Segundo a PF, o grupo concentrava sua atuação na região do Vale do Aço mineiro, principalmente nas cidades de Coronel Fabriciano e Ipatinga, onde foram presos três proprietários de farmácias de manipulação. As farmácias utilizavam no composto a substância psicotrópica anorexígena conhecida por femproporex, utilizada como inibidor de apetite e capaz de causar dependência física ou psicológica. A manipulação e a comercialização da substância dependem de autorização especial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o delegado Felipe Koch Torres Baeta, as farmácias falsificavam rótulos, receitas médicas e notas fiscais para a fabricação do medicamento. "As empresas revendiam a intermediários, que efetuavam a distribuição desses medicamentos nas regiões de Ipatinga e Belo Horizonte, em outros Estados e no exterior, principalmente para Portugal e os Estados Unidos", observou. Foram presos também "distribuidores" no Vale do Aço, além de um despachante na capital mineira e um médico em São Paulo, suspeito de fazer a distribuição na capital paulista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG