Preso suspeito de vender doações para vítimas das enchentes em Santa Catarina

FLORIANÓPOLIS ¿ Policiais civis do município de Rio Negrinho, no Norte do Estado de Santa Catarina, prenderam no início da manhã desta terça-feira o empresário Ismael Evelson Ratzkob, de 37 anos, após mais de um mês de investigação. De acordo com o delegado Procópio Batista da Silveira Neto, o empresário é suspeito de desviar e vender os materiais doados para as vítimas das enchentes do fim do ano passado no Vale do Itajaí, que ficavam em galpões da prefeitura do município de Ilhota.

Redação com Agência Estado |

Ismael foi detido em casa por volta das 6h. Na residência, a polícia encontrou mais de 300 mil peças de roupa, colchões, alimentos, calçados e outros objetos. Segundo o delegado Procópio Neto, foram feitas cerca de dez viagens em caminhões contêineres para retirar todo o material dos galpões onde estavam as doações.

AE

Mercadorias apreendidas com Ismael Evelson, que foi preso pela Polícia Civil

O empresário, dono de uma fábrica de peças de madeira, vendia as doações em feiras livres e em brechós abertos em galpões espalhados pela cidade. Cada peça chegava a ser comercializada por R$ 1. As investigações também mostraram que o suspeito repassava os objetos para terceiros.

Ismael está preso temporariamente e irá responder pelos crimes de receptação e formação de quadrilha, já que a polícia suspeita que funcionários da prefeitura de Ilhota e de outros municípios de Santa Catarina participavam do esquema. A polícia informou que já possui alguns nomes, mas as investigações ainda estão em curso.

Leia mais sobre: enchentes em Santa Catarina

    Leia tudo sobre: desabrigadosdesalojadosdoaçãoenchentesanta catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG