Preso suspeito de matar universitário em Pernambuco

Estudante era filho de ex-catadora de lixo e tinha passado em primeiro lugar no vestibular da UFPE em medicina

AE |

A polícia prendeu João Guilherme Nunes da Costa, de 29 anos, suspeito de ser o primeiro a atirar contra o estudante de biomedicina Alcides do Nascimento Lins, de 22 anos, em Pernambuco. A prisão ocorreu na última quarta-feira.

Alcides foi morto na noite do dia 5 de fevereiro com dois tiros na cabeça em frente de casa, na zona norte de Recife. O jovem, filho de uma ex-catadora de lixo, obteve a primeira colocação, entre os alunos de escola pública, no vestibular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em 2007 para medicina. Ele se formaria no fim deste ano.

O suspeito, João Guilherme, conhecido como Guiga, era foragido da polícia - foi condenado a 16 anos de prisão por homicídio - e responde a cinco processos: dois por homicídio e os demais por assalto a banco e furto qualificado.

Ele foi detido por volta das 14h de quarta-feira em Jaboatão, região metropolitana de Recife, quando abastecia uma motocicleta, segundo informações do diretor-geral de operações da Polícia Civil, Oswaldo Morais. João Guilherme passou por um interrogatório na quinta-feira e permanece preso no Departamento do Homicídio à disposição da Justiça.

Menor

A polícia deteve, alguns dias depois do crime, um menor de 16 anos suspeito de ser o autor do segundo disparo contra o estudante. Em seu depoimento, disse que, embora tivesse bebido, estava consciente ao atirar em Alcides, que já estava caído no chão, depois de ter levado o primeiro tiro, à queima-roupa, disparado por João Guilherme.

    Leia tudo sobre: Pernambucopolícia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG