Policiais rodoviários federais prenderam nesta terça-feira, em Ponte Alta, cidade localizada na região central de Santa Catarina, Valderes Carlos Storchi, 57 anos. Ele é suspeito de integrar uma quadrilha responsável por contrabando de prata e ouro do Uruguai para o Brasil. Storchi era procurado pela Justiça Federal no Rio Grande do Sul, que expediu mandado de prisão temporária de cinco dias.

Storchi, que havia saído do Paraná, foi parado pelos federais na altura do quilômetro 213 da BR-116, no momento em que viajava para Caxias do Sul (RS). De acordo com a PRF, com Valderes foram encontrados ouro e dólares. A quantia não foi informada. Ele foi levado para a Delegacia da Polícia Federal em Lages, de onde seguirá para a capital gaúcha.

Na manhã de ontem, foi deflagrada pela Polícia Federal, nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, a Operação Hydra, cujo objetivo é desarticular um esquema de contrabando de metais preciosos vindos do Uruguai. Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária em Guaporé (RS), Caxias do Sul e São Paulo e 12 de busca e apreensão em Porto Alegre, Caxias do Sul, Guaporé, São Paulo, Diadema e Artur Nogueira (SP).

Até o momento foram contabilizados 555 quilos de prata, 530 gramas de ouro, 1,2 quilo de pérolas, 42 gramas de diamantes e brilhantes, além de 2,2 quilos de outras pedras preciosas. Também foram apreendidos cerca de R$ 500 mil e US$ 100 mil em espécie, documentos e oito veículos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.