Preso suspeito de atentado a bomba em Porto Alegre

PORTO ALEGRE ¿ Um suspeito de ter deixado uma mochila com uma bomba em uma padaria no Centro de Porto Alegre foi preso durante operação da Polícia Civil, nesta segunda-feira, em Gravataí, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e o acusado tem antecedentes criminais de ameaça a bomba em estabelecimento público.

Redação |


Agência RBS/AE
Bomba foi detonada no Centro da capital
A operação, denominada Explosão, mobilizou 50 agentes, 15 viaturas e ambulâncias do Samu, e foi realizada nos bairros de Santa Tereza, Sarandi, Jardim Carvalho e Passo das Pedras, em Porto Alegre; e em Gravaraí, onde o suspeito foi preso no Condomínio Guadalajara. O homem foi detido em flagrante por porte ilegal de arma com munição raspada e munição. No local, a polícia encontrou vários instrumentos que poderiam ser utilizados para a confecção de uma bomba caseira.

O delegado Bolívar Reis Lantada, responsável pelo caso, está aguardando a finalização pericial que confirma o material usado para o explosivo. Na tarde desta segunda-feira, testemunhas que estavam na padaria serão chamadas para o reconhecimento do suspeito.

De acordo com a polícia, ele tem vários antecedentes criminais, entre eles uma ameaça de bomba em um prédio comercial. A ocorrência foi registrada pela 3ª Delegacia Policial e ocorreu no bairro de Floresta, em Porto Alegre, em 27 de setembro de 2007.

A bomba explodiu na última segunda-feira, ferindo três pessoas. Segundo a assessoria de imprensa do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre, onde as vítimas estavam internadas, todas já receberam alta. Ancelmo Torres, de 71 anos, e Kátia Fortes Mendes, de 46 anos, e Tokie Yanagi da Cunha, de 63 anos, foram medicados e liberados.

Leia mais sobre: explosão - Porto Alegre

    Leia tudo sobre: bomba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG