Preso suspeito de atacar bancos com explosivo no RS

Homem faria parte de uma quadrilha que já atacou seis agências, um supermercado e um carro-forte apeans este ano

iG São Paulo |

A polícia do Rio Grande do Sul prendeu nesta sexta-feira um homem suspeito de integrar a quadrilha que tem atacado agências bancárias com uso de explosivos na Grande Porto Alegre. O suspeito foi preso com dinheiro e armas dentro de um carro perto da BR-116, na cidade de Canoas. Nesta sexta-feira, o grupo atacou mais uma agência. Desta vez, na cidade de Barra do Ribeiro.

O modo de ação foi o mesmo registrado em outras cinco ocorrências apenas este ano. Cinco homens armados renderam os funcionários que faziam obra de reforma na agência e explodiram o cofre do banco. Na fuga, foram surpreendidos por policiais militares. Houve troca de tiros e um policial ficou ferido. O grupo conseguiu escapar.

Apenas em agências foram cinco assaltos deste tipo este ano, mas a quadrilha também é suspeita de ter atacado um supermercado e um carro-forte. Sempre com o uso de explosivos. Segundo a polícia, a preparação do material foi idêntica em todos os casos.

100 quilos de explosivo

Para a polícia, o grupo é o mesmo que roubou 100 quilos de explosivos em uma fábrica na cidade de Pelotas em 30 de abril. Além do material, os criminosos roubaram 1,5 mil metros de cordel detonante. A investigação aponta ainda que o grupo escolhe sempre cidades mais pacatas para agir.

Antes de Barra do Ribeiro, o último ataque havia sido registrado na última quinta-feira a uma agência do Banco do Brasil, em Palmares do Sul. Os outros ataques aconteceram em agências das cidades de Dom Feliciano, Dois Lajeados, Sertão Santana e Igrejinha. O ataque contra o carro-forte foi em Tapes.

A polícia não soube informar o valor já roubado pela quadrilha nessas ações.

    Leia tudo sobre: Rio Grande do Sulbancosexplosivo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG