Preso suspeito de assassinar ex-ministro do TSE

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na semana passada um suspeito de assassinar a facadas o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) José Guilherme Villela, de 73 anos. Além do advogado, foram mortas sua mulher, Maria Carvalho Mendes Villela, e a empregada do casal, Francisca da Silva.

Agência Estado |

Os investigadores do caso chegaram ao suspeito ao descobrir que ele esteve nas proximidades do local do triplo homicídio em 28 de agosto, quando as vítimas foram assassinadas.

Os agentes souberam da presença dele após cruzarem todas as ligações feitas na região em 28 de agosto. Até agora, porém, a polícia não tem provas do vínculo dele com os assassinatos e o suspeito nega qualquer participação no crime.

Acusado de ser matador profissional, permanece preso por receptação de veículo. A desconfiança da polícia tem se baseado também por conta da ficha criminal dele. É, por exemplo, autor de vários homicídios, muitos deles praticados em Estados da Região Nordeste e em São Paulo. Todos os crimes teriam sido praticados mediante encomendas, como se suspeita em relação à morte do ex-ministro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG