Um homem detido por não pagar pensão alimentícia fugiu pela porta da frente do 18º DP, no Alto da Mooca, zona leste da capital, na noite de quarta-feira, 7, após fingir cortar os pulsos para cometer suicídio. Eduardo Fares Farah, 44 anos, simulou os cortes e os presos começaram a gritar por socorro, segundo a Polícia Civil.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e, durante os exames, já fora da cela, Farah se levantou e saiu correndo.

Um investigador teria perseguido o fugitivo dentro da delegacia, mas se acidentou no caminho. Até a manhã desta quinta-feira, 8, Farah não havia sido localizado. A carceragem do 18º DP reúne 62 presos, todos por não pagamento de pensão alimentícia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.