Menina de 12 anos disse, segundo a polícia, que sofria abusos desde a morte da mãe, há um ano. Polícia já pediu exame

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira mais um homem suspeito de manter relações sexuais com a filha, no município de Pinheiro, no interior do Maranhão. Esta é a mesma cidade onde, no dia 8 deste mês, tornou-se público o caso de José Augustinho Pereira, que teve sete crianças com a filha .

Segundo a delegada regional de Pinheiro, Laura Barbosa, a prisão temporária de Raimundo Pimenta Correia, de 67 anos, ocorreu após denúncias feitas ao Conselho Tutelar da cidade. A menor, de 12 anos, foi levada para a delegacia, onde prestou depoimento durante a madrugada. Ela confirmou o estupro pelo pai e disse que sofria abusos há cerca de um ano, desde a morte da mãe.

Várias testemunhas, incluindo os irmãos da menor, serão ouvidas. Durante o mandado de busca, foram encontradas na casa onde Raimundo morava três armas, uma espingarda e duas garruchas.

Segundo a delegada, está sendo investigada também uma denúncia de que Raimundo teria um filho, de 15 anos, com uma enteada. A mulher é procurada.

Um exame de conjunção carnal foi pedido nesta sexta-feira para comprovar o estupro da menor. O acusado está preso na carceragem da delegacia da cidade, em companhia do lavrador José Augustinho Pereira. De acordo com a delegada, eles se conhecem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.