Preso no PR grupo suspeito de traficar medicamentos

A Polícia Federal (PF) prendeu oito pessoas hoje em Curitiba e região metropolitana suspeitas de participar de uma quadrilha de tráfico internacional de medicamentos de uso controlado. Entre os detidos estão proprietários e funcionários de farmácias e de uma distribuidora de remédios, mas os nomes não foram revelados.

Agência Estado |

As investigações começaram há três meses, depois que a agência norte-americana Drug Enforcement Administration (DEA) prendeu duas pessoas em Nova York, quando retiravam as encomendas nos Correios.

O principal medicamento visado pelos traficantes era o Oxicotin, um derivado da morfina, utilizado para aliviar a dor. No entanto, o remédio era usado como entorpecente no mercado paralelo. Segundo a PF, o chefe da quadrilha mora em Curitiba. Ele foi preso em casa, onde também foram encontrados uma arma, R$ 22 mil e cerca de dois mil comprimidos psicotrópicos. Ele contava com a ajuda da mulher e dos proprietários e funcionários de farmácias. Os presos responderão por tráfico internacional de entorpecentes, falsificação de medicamentos, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

As negociações eram realizadas por meio de páginas de discussão da internet ou por e-mail. Os medicamentos eram remetidos para o exterior, particularmente Estados Unidos, Canadá e países europeus, pelos Correios. Os remédios eram ocultos em embalagens de complexos vitamínicos ou cartões postais. Os pagamentos chegavam até a quadrilha por meio de transferência internacional de fundos. A polícia acredita que eles atuavam desde 2003, mas o esquema ficou mais forte a partir de 2006, quando outra quadrilha foi presa em São José do Rio Preto, no interior paulista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG