CUIABÁ - O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Mato Grosso, prendeu na manhã da terça-feira, em Tangará da Serra, o suposto pastor evangélico João Alves Barbosa.

Barbosa é acusado de praticar crimes de atentado violento ao pudor e exploração sexual contra crianças e adolescentes em Cuiabá e no interior do Estado do Paraná, segundo o Gaeco.

As denuncias partiram de pais de adolescentes que relataram que nas viagens de turismo onde João realizava projetos de evangelização, ele praticava abuso sexual contra os jovens. As investigações foram conduzidas pela 19ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude, em parceria com a Delegacia Especializada na Defesa do Direito da Criança e Adolescente.

Durante as buscas na residência do pastor foram apreendidos computadores, CDs e materiais do projeto, entre outros, segundo o Gaeco.

Leia mais sobre: abuso sexual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.