CNH escolar - Brasil - iG" /

Preso motorista acusado de comprar CNH escolar

O autônomo Almir Nunes da Silva, de 50 anos, foi levado ao 12º Distrito Policial (Pari), ontem à tarde, acusado de apresentar dois documentos falsos para se credenciar como motorista de perua escolar em São Paulo. Silva foi surpreendido por policiais no Departamento de Transportes Públicos (DTP), na Rua Santa Rita, no Pari, zona leste.

Agência Estado |

Ele confessou a um PM ter comprado os documentos de um ambulante no Largo 13 de Maio, na zona sul. À noite, ele foi liberado até que os documentos sejam periciados.

“Ele (Silva) alegou ter comprado as credenciais por R$ 280 no largo, de um conhecido perto de um Poupatempo”, afirmou o sargento da Polícia Militar Márcio Antônio Pereira, ligado à Divisão de Fiscalização do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Ainda segundo o policial, Silva apresentou duas credenciais: a de Cadastro de Condutores do Sistema de Transporte Público Municipal e uma carteira do Detran, com curso para habilitação de transporte escolar, válida até 2012. De acordo com o policial, Silva chegou ao DTP dirigindo um ônibus com uma tarja amarela escrito “escolar”.

Além dos documentos suspeitos, o policial comentou que o ônibus ainda tinha um adesivo do governo do Estado. “Outra coisa que precisamos checar”, disse o PM. Segundo o policial, não é comum aparecer no DTP motoristas com documentação falsa. A polícia não informou se Silva já tinha passagem por outra ocorrência. A venda de atestados e outros documentos na região do Largo Treze já foi alvo de várias operações da polícia. Em março do ano passado, agentes do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) prenderam três pessoas envolvidas em um esquema para fornecimento de atestados frios. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG