Três integrantes da Guarda Municipal (GM) de Itu, cidade da região de Sorocaba, no interior paulista, formavam uma quadrilha para roubar bancos, segundo investigações da polícia. O agente suspeito de liderar o trio, Vilson Pereira de Souza, foi preso hoje por policiais civis de Sorocaba.

Com ele, os policiais apreenderam um revólver calibre 38 e munição de uso proibido. A arma não tinha registro.

Outros dois guardas, Júlio César do Nascimento, de 32 anos, e Donizete Mariano, de 37, já tinham sido presos em flagrante durante tentativa de roubo a uma agência bancária da cidade de Japira, no Paraná. O grupo havia roubado o local em fevereiro e levado R$ 27 mil. De acordo com o delegado José Urban Filho, eles decidiram repetir o crime dez dias depois, quando foram surpreendidos pela polícia. Na ocasião, Vilson, de 34 anos, conseguiu fugir.

A GM de Itu informou que os dois guardas presos já foram excluídos da corporação. No mês passado, o guarda municipal Reginaldo Manoel Simões, de Indaiatuba, também foi preso. Ele foi acusado de integrar uma quadrilha que roubou duas agências bancárias em Porto Feliz e foi reconhecido graças às imagens do circuito interno de um dos bancos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.